10 julho 2008

Adeus meu amigo Sísifo!

Grande Sísifo! Parceiro inseparável de tantas batalhas inglórias! Ao seu lado fui muito infeliz, sofri por amor, sofri por dinheiro, sofri por sofrer! Não importa o quanto eu tentasse viver, estava você grande amigo me puxando para baixo novamente, dizendo: Deixe para amanhã! Isso não vale a pena... desista!

Sísifo, sinto em lhe dizer, mas tenho que partir... não poderei mais lhe acompanhar nos projetos semi-acabados, nos cursos que nunca concluímos, nas lutas que jamais terminamos... lamento Sísifo, mas encontrei uma nova amiga. E essa amiga tem um desejo voráz de ficar ao meu lado toda hora, todo o tempo. O nome dela é felicidade.

(Luís A. Vanzin)


Confusos? Quem é este tal Sísifo? Bom meus caros leitores, aqui segue a incrível história do pobre Sísifo:

A lenda de Sísifo é pertencente à mitologia grega. Sísifo era rei de Corinto e muito famoso por sua astúcia. Certa vez Sísifo descobriu que Zeus havia raptado Egina, filha de Asopo, deus dos rios. Como faltava água em suas terras, Sísifo teve a idéia de contar o paradeiro de Egina para Asopo desde que este lhe desse em troca uma nascente. Desesperado, Asopo aceitou a proposta e deu à Sísifo uma nascente que conforme o prometido revelou que Egina foi sequestrada por Zeus.

Sísifo conseguiu água, mas em compensação arrumou outro problema que era a fúria de Zeus. Este, como castigo, ordenou a Morte que buscar Sísifo. Muito astuto, como sempre, Sísifo começou a elogiar a Morte e conseguindo adulá-la, pediu para lhe colocar um colar, que na verdade era uma coleira, a qual Sísifo usou para manter a morte presa.

Durante algum tempo não morreu ninguém e Sísifo conseguiu enganar o seu destino. Entretanto, arrumou problemas com outros deuses, como Hades, deus das almas e do inconsciente, e com Ares, deus das guerras. Ambos precisavam dos serviços da Morte para consumar suas guerras e obter as almas.

Logo que ficou sabendo do acontecido, Hades libertou a Morte e ordenou que trouxesse Sísifo imediatamente para o inferno. Antes de morrer Sísifo pediu a sua mulher que não enterrasse seu corpo.

No inferno, Sísifo reclamou com Hades a falta de respeito da sua esposa e pediu à Hades que ele pudesse voltar ao seu corpo para puder se vingar de sua mulher e realizar os rituais fúnebres, logo depois ele voltaria ao inferno. Hades lhe concedeu este pedido. Sísifo retomou seu corpo e fugiu com a esposa, fugindo pela segunda vez da Morte.

Viveu muitos anos escondido, até que finalmente morreu. Quando Hades lhe viu, reservou à Sísifo um castigo especial. Condenou-o a empurrar uma enorme pedra até o alto de uma montanha. Antes de chefar ao topo, porém, a pedra rolava para baixo, obrigando-o a retomar sua tarefa, até o fim dos tempos.

2 comentários:

Gustavo disse...

Essa é boa guto...
um abraço

Dani disse...

Não tenho mto o q falar
simplesmente adoreiii
;)

bejos guto